• Agenda

    janeiro 2020
    S T Q Q S S D
    « out    
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    2728293031  
  • Categoria

  • Arquivo

  • Blog Aécio Neves

Aécio Neves: ‘Não há Pátria onde falta democracia’, nos ensinou Tancredo

A democracia é um patrimônio da sociedade brasileira, inegociável. Ainda que imperfeita, é a única garantia de que todas as vozes podem e devem ser ouvidas”, comentou.

Complementou Aécio: “A nação tem motivos de sobra para se orgulhar de tudo o que foi feito desde que iniciamos o ciclo histórico de retomada plena do Estado de Direito.”

Fonte: O Globo 

‘Não há Pátria onde falta democracia’, nos ensinou, por Aécio Neves

Tancredo Neves, à esquerda, e Aécio Neves, ao centro, com representantes do PMDB Jovem, no Palácio das Mangabeiras, em Minas Gerais, no ano de 1984 . Foto: Mauro Homem

‘Não há Pátria onde falta democracia’, nos ensinou

Há 30 anos, sob o trauma e a tristeza da doença e morte de Tancredo Neves, o Brasil se despedia de uma longa temporada nas trevas da ditadura para iniciar a sua caminhada rumo à redemocratização. A agonia de Tancredo, que estava destinado a ser o primeiro civil a tomar posse como presidente após os governos militares, marcou profundamente aquele tempo de esperança.

Ao longo das três últimas décadas, o país se modernizou, avançou na consolidação de suas instituições, realizou eleições livres periódicas, cultivou a liberdade de imprensa e aprimorou a garantia dos direitos civis. A partir do controle da inflação e do Plano Real, promoveu programas para enfrentar problemas sociais históricos e desenhou uma nação emergente de enorme potencial. Lamentavelmente, muitas dessas conquistas encontram-se hoje na berlinda, ameaçadas pela inépcia, a corrupção e a miopia política de um governo que, imerso em erros colossais, agoniza em praça pública.

No momento de tensões acirradas, no qual o governo mostra-se perplexo e sem rumo, a figura de Tancredo se agiganta como um símbolo da verdadeira política protagonista da vida nacional. Não foram poucas e nem pequenas as crises vividas por Tancredo ao longo de sua trajetória pública. Em todas, ele agiu sem trair os princípios e valores nos quais cunhou uma biografia de retidão, integridade e coerência. De forma exemplar, ele mostrou que conciliação e firmeza não eram posturas antagônicas, muito ao contrário.

A sua capacidade de construir pontes de diálogo, com atuação reconhecida nos bastidores, se escudava, no entanto, em algo insubstituível para um político da sua estirpe: a leitura atenta das ruas e do sentimento popular. Exatamente o que está ausente hoje nas tramas palacianas, cegas ao clamor popular. Na crença de que o povo deve ser eternamente grato às benesses que teriam sido promovidas pelo PT nos últimos 12 anos, o partido governista se descolou da realidade. Perdeu a conexão com essa mesma rua que as suas primeiras lideranças percorreram nos embates pela construção da democracia. Agora, preferem separar o país entre elite e pobres, inventando um discurso rasteiro que acirra preconceitos, ódios e intolerâncias.

Quanto mais se assiste ao esforço desatinado deste grupo para se manter no poder, custe o que custar ao país, mais ressoam como dissonantes e atuais as palavras que Tancredo deixou escritas no discurso preparado para a posse de 15 de março de 1985: “Não chegamos ao poder com o propósito de submeter a nação a um projeto, mas com o de lutar para que ela reassuma, pela soberania do povo, o pleno controle sobre o Estado. A isso chamamos democracia”. À democracia sonhada pelo líder inconteste devemos respeito e reverência. Cumpre aperfeiçoá-la, jamais agredi-la.

O compromisso com os valores democráticos deve ser renovado continuamente, especialmente nos momentos mais críticos. Vivemos um período delicado, de apreensão e desencanto, no qual as lideranças governistas tentam construir uma realidade fantasiosa, ainda assim incapaz de encobrir a profundidade e alcance da crise a que fomos submetidos. O exercício da democracia não admite inverdades e omissões. “Não há pátria onde falta democracia”, já nos ensinara Tancredo.

O discurso do poder é sempre frágil quando se distancia do debate público e da exposição e compartilhamento transparente de ideias. Sustentadas na mentira e na leitura equivocada da realidade, as palavras perdem o seu significado. Tornam-se o retrato triste da escassez da coragem e da humildade, atributos sempre louváveis em tempos adversos.

Mais que nunca, o país anseia por credibilidade. Não há incompatibilidade entre um necessário ajuste fiscal e a manutenção do compromisso social, mas fazê-lo exige uma governança responsável e corajosa. Exige transparência, palavra a ser resgatada na arena pública. Transparência combina com democracia. Combina com o Brasil que nasceu quando reconquistamos a cidadania, tão duramente atingida no período militar.

A democracia é um patrimônio da sociedade brasileira, inegociável. Ainda que imperfeita, é a única garantia de que todas as vozes podem e devem ser ouvidas. A nação tem motivos de sobra para se orgulhar de tudo o que foi feito desde que iniciamos o ciclo histórico de retomada plena do Estado de Direito. E, em nome da nossa memória histórica e afetiva, é justo que, no momento em que celebramos os 30 anos de reencontro do país com a democracia, nos recordemos de todos.

Aécio, Anastasia e Pimenta são recebidos com festa em Juiz de Fora

Com grande festa, a população confirmou o que as últimas pesquisas eleitorais já apontam, a virada de Aécio na reta final da campanha.

Eleições 2014

Fonte: Jogo do Poder

Multidão recebe Aécio, Pimenta da Veiga e Anastasia em Juiz de Fora

No calçadão da rua Halfeld, centenas de pessoas confirmam o apoio aos candidatos e esquentam a virada na reta final da campanha

A cidade Juiz de Fora (Zona da Mata) parou, na tarde desta quarta-feira (1º/10), para receber de forma calorosa AécioPimenta da Veiga e Anastasia. Uma multidão recebeu os candidatos em uma grande festa no calçadão da rua Halfeld, um dos mais importantes pontos de Juiz de Fora e palco de inúmeras manifestações políticas. Com bandeiras, chuvas de papel picado, fogos de artifício e muita animação, a população confirmou o que as últimas pesquisas eleitorais já apontam, a virada de Aécio na reta final da campanha.

Dezenas de veículos, acompanharam a carreata dos candidatos pela Avenida Independência até o Parque Halfeld. Com muita empolgação, os motoristas promoveram um grande buzinaço, chamando a atenção da população para a chegada na cidade dos candidatos que querem trazer mais avanços para Minas e fazer as mudanças que o Brasil precisa.

No calçadão da Rua Halfeld, AécioPimenta e Anastasia receberam o apoio de 250 estudantes de Medicina. Aécio reiterou o compromisso com os profissionais da saúde e com a carreira nacional dos médicos.

Emocionado com a festa calorosa dos eleitores de Juiz de Fora, Aécio agradeceu o carinho da população e convocou os mineiros de todas as regiões a redobrar os esforços até o próximo domingo, 5 de outubro.

“É daqui dessa tribuna política de Minas, que venho convocar os mineiros, de Juiz de Fora, da Zona da Mata, do Norte, do Sul, do Leste e Oeste do nosso Estado. Podemos ter umpresidente da República de Minas Gerais, com os valores de Minas e com os compromissos de Minas. Pimenta da Veiga é a segurança de que Minas continuará altiva, como Anastasia é a garantia, de que no Senado Federal, Minas estará de pé, de cabeça erguida, tendo alguém a defender os seus interesses. Portanto, vamos arregaçar as mangas, dizer não à corrupção e iniciar um governo honesto e eficiente. A virada já chegou em Minas e no Brasil”, disse Aécio.

O ex-governador de Minas reafirmou que, durante toda a campanha eleitoral, vem defendendo o resgate de valores como a ética, a decência e o compromisso com quem mais precisa e que tem confiança de que Minas irá liderar o processo de transformação no Brasil.

“O que está em jogo é muito mais do que a vitória de A ou B ou a derrota desse ou daquele partido político. Estamos falando da oportunidade de Minas encerrar esse ciclo perverso de desgoverno, de descompromisso com a ética, de inflação alta, de crescimento baixo, para iniciarmos um outro ciclo virtuoso, em que o Brasil vai voltar a ser respeitado, os investimentos que foram embora vão voltar e a vida das pessoas vai começar a melhorar. Sou porta voz de um projeto. De um projeto que nasce em Minas, se inspira em Minas e, certamente, será transformador para Minas, assim como para o restante do país”, disse.

De Juiz de Fora, Aécio Neves seguiu para Governador Valadares para fazer carreata e se encontrar com lideranças políticas do Vale do Rio Doce.

Aécio Neves impulsionou economia da Zona da Mata

A importância econômica e política da Zona da Mata foi reconhecida, durante o governo de Aécio em Minas (2003-2010). Por concentrar parte significativa da população mineira, foram realizados investimentos expressivos em áreas como segurança, educaçãosaúde einfraestrutura, fundamentais para melhorar a qualidade de vida dos moradores da região.

A região reúne mais de 2 milhões de habitantes e dentre as atividades econômicas mais importantes estão a siderurgia, indústria automobilística, metalurgia, café e produtos alimentares. A expectativa é que esses avanços sejam intensificados com a eleição dePimenta da Veiga para o Governo do Estado e Aécio para a Presidência.

Veja o que fez o governo Aécio:

Mães de Minas

Mais de 19 mil mães de 142 municípios foram atendidas pelo Mães de Minas.

Prohosp

Pelo programa, 23 hospitais foram contemplados com recursos de R$ 106 milhões, entre eles, o Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus, Hospital César Leite, Hospital Nossa Senhora das Dores, Hospital Santa Isabel, Hospital São Sebastião.

Farmácia de Minas

Unidades foram implantadas em 91 municípios da região

Saúde em Casa

Reforma e ampliação de 271 Unidades Básicas de Saúde em 141 municípios

Sistema Estadual de Transporte em Saúde

100 municípios são beneficiados pelo Sets para transportar com conforto e segurança pacientes que necessitam de atendimento especializado em outro município.

Programa de Ensino Profissionalizante (PEP)

Mais de 7 mil alunos da região em 11 municípios beneficiados com o PEP

Região Integrada de Segurança Pública (Risp)

Na região, estão em funcionamento duas Regiões Integradas de Segurança Pública (Risp), sediadas em Juiz de Fora e Barbacena, que realiza ações conjuntas das forças policiais para combater a criminalidade. O trabalho feito pelas polícias na Risp beneficia a população dos 147 municípios da região.

Atração de Investimentos 

Atração de R$ 10,6 bilhões em investimentos para a região.

Travessia

O programa está em 37 municípios da região.

Pimenta: Chegada de Gasoduto será o salto de desenvolvimento para Minas e o Triângulo

Pimenta da Veiga afirmou que em seu governo viabilizará ações para garantir novo salto de desenvolvimento regional no Triângulo.

Eleições 2014

Fonte: Pimenta 45

Pimenta aposta em novo salto de desenvolvimento para Minas e o Triângulo com chegada do gasoduto

Ao lado de Aécio e Anastasia, candidato a governador afirma que vai construir o contorno das principais cidades e asfaltar estradas ligando regiões

O candidato a governador Pimenta da Veiga iniciou a última semana de campanha eleitoralcom uma visita a Uberlândia, no Triângulo Mineiro, onde chegou acompanhado dos candidatos a presidente Aécio Neves e a senador Antonio Anastasia. Ao desembarcar, Pimenta falou da satisfação de retornar a uma das cidades mais prósperas do país, que se tornou modelo para o Brasil em razão da diversidade da sua estrutura produtiva e afirmou que em seu governo viabilizará ações para garantir novo salto de desenvolvimento regional.

“É notável o que Uberlândia alcançou ao longo de sua história. E vamos trazer uma nova matriz de desenvolvimento para Uberlândia, para o Triângulo inteiro, especialmente para Uberlândia, com o gasoduto. Nós vamos disponibilizar aqui um insumo industrial de grande importância e uma matriz energética de alto poder competitivo”, garantiu.

A implantação do gasoduto do Triângulo Mineiro foi negociada pelo Governo de Minas com a União na gestão de Antonio Anastasia. Partindo de Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, o gasoduto percorrerá 457 quilômetros até Uberaba e terá capacidade inicial para transportar 3 milhões de metros cúbicos/dia de gás natural, combustível suficiente para abastecer a fábrica de amônia da Petrobras, em implantação em Uberaba, além de outros empreendimentos industriais na região.

Pimenta da Veiga apontou outras prioridades para alavancar o desenvolvimento regional na área da infraestrutura viária e da mobilidade urbana. “Vamos terminar todas as estradas e rodovias que estão em obras e vamos ligar agora regiões. Portanto, além de ligar uma cidade a outra, vamos ligar regiões e vamos também fazer contornos das principais cidades do Triângulo para que o trânsito de passagem não prejudique a vida urbana”, ressaltou. “A estrada de Campo Florido está em obra e nós vamos conclui-la sem nenhuma dúvida. Essa é uma das estradas a qual me referi”, completou.

Na área da segurança públicaPimenta reiterou o compromisso de investir em tecnologia de ponta para melhorar o desempenho das polícias. “Vamos fazer uma grande revisão no sistema de segurança para adotar, sobretudo, tecnologia, de modo que o policiamento ostensivo fique mais eficiente. A tecnologia dá um enorme avanço na eficiência do sistema de segurança. Por exemplo, o Olho Vivo, que é uma ajuda extraordinária para a constatação de crimes, para a prevenção também. Tem o Fica Vivo, que ajuda a juventude a não delinquir. Portanto, é um conjunto de ações que vamos fazer”, afirmou.

Não à corrupção   

Os candidatos da Coligação Todos por Minas participaram de uma grande carreata pelas ruas centrais de Uberlândia, que saiu da Avenida Floriano Peixoto e seguiu até a Rua Professor Pedro Bernardo. Durante todo o trajeto, receberam cumprimentos e manifestações de apoio. Aécio Neves agradeceu a recepção calorosa e reiterou que forma, ao lado dePimenta e Anastasia, o melhor time para governar o país.

“De Uberlândia, por sua representatividade, pela sua importância econômica, cultural, eu faço uma convocação aos mineiros e à mineiras para que nós nos levantemos para, em primeiro lugar, dizermos não à corrupção no governo federal e não à corrupção que nós não queremos que venha para Minas Gerais. Para dizermos sim a um grupo político honrado, experiente, qualificado que tem a liderá-lo nesse momento em Minas Gerais Pimenta da Veiga como nosso candidato a governador”, afirmou.

PSDB é garantia de mais avanços a Minas Gerais

Pimenta destaca a necessidade de levar à vitória o governo da transformação, ética e da eficiência na gestão pública.

Eleições 2014

Fonte: Pimenta 45

Pimenta da Veiga confirma: votar 45 é garantia de mais avanços para Minas

Coligação Todos por Minas enfatiza número dos candidatos para evitar que confusão de nomes traga para o Estado partido ligado à corrupção

Uberaba, no Triângulo Mineiro, recebeu mais uma vez, de forma calorosa, a visita dos candidatos Pimenta da VeigaAécio NevesDinis Pinheiro e Antonio Anastasia, que reforçaram as propostas e fortaleceram o número 45 aos eleitores, que afastará do Estado nomes ligados à corrupção em nível federal. O candidato a governador pelo PSDB, Pimenta da Veigadestacou a necessidade de se evitar equívoco de nomes nas urnas e levar à vitória o governo da transformação, ética e da eficiência na gestão pública.

“Nesta reta final, devemos esclarecer às pessoas que em Minas hoje há uma polarização entre a nossa candidatura e a candidatura do PT. Portanto, quem quiser votar com os problemas da Petrobras, quem quiser votar com a recessão, com os juros altos, com o desemprego que já está batendo à porta e com os preços altos que a inflação traz, deve votar no candidato do PT. Quem, ao contrário, quiser votar na continuação desse governo, que tanto transformou Minas nos últimos 12 anos, deve votar na nossa candidatura, no 45”, alertou Pimenta da Veiga durante entrevista em Uberaba.

Os nomes parecidos dos dois candidatos ao Governo do Estado têm, desde o início, gerado confusão no eleitorado de Minas que, durante os últimos 12 anos, acompanhou e foram beneficiados por projetos que alavancaram o desenvolvimento econômico e social em Minas. Portanto, ofoco no número 45, segundo Pimenta da Veiga, é a melhor saída para o avanço das melhorias e a garantia de melhor qualidade de vida em todas as regiões mineiras.

“Esta mensagem, estamos levando com todo o afinco a todo o Estado. Um dos trabalhos mais importantes que temos agora é fazer claramente esta diferença. O candidato do PT, com tudo o que representa, que é um partido que está perdendo em todos os estados da Federação, a única exceção é o Piauí. Então, se (o PT) fosse coisa boa, não ia perder. No Distrito Federal, na Bahia, no Rio Grande do Sul, até no Acre está perdendo. E é preciso ficar claro. Se Minasquiser aprofundar as transformações, as mudanças, começadas com Aécio Neves, tem a nossa candidatura. Se quiser trazer para Minas esse esquema repudiado no Brasil inteiro, vote no PT”, declarou.

O candidato à Presidência da República pela Coligação Muda BrasilAécio Neves, também chamou a atenção para o risco de uma gestão do PT em Minas e convocou os mineiros a se unir em torno de um projeto exitoso em favor do Estado e do Brasil. “Tenho muita convicção de que tanto Pimenta da Veiga quanto a nossa candidatura são aquelas que vão encerrar esse ciclo perverso de governo do PT. No Brasil inteiro, nós estamos vendo que, onde o PT governou, o PT está perdendo as eleições e nós não queremos, aquilo que o Brasil não quer mais, aqui em Minas Gerais”, afirmou Aécio Neves.

Começa a virada: Em SC, Aécio é o segundo colocado com 25% das intenções de voto

Pesquisa Ibope aponta que Dilma (PT) tem 36% das intenções de voto, Aécio Neves (PSDB) tem 25%, e Marina Silva (PSB) tem 19%.

Eleições 2014

Fonte: G1

Em Santa Catarina, Ibope aponta: Dilma, 36%, Aécio, 25%, e Marina, 19%

Instituto entrevistou eleitores entre os dias 21 e 23 de setembro.

Margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Pesquisa Ibope divulgada nesta quarta-feira (24) aponta que Dilma (PT) tem 36% das intenções de votoAécio Neves (PSDB) tem 25%, e Marina Silva (PSB) tem 19% entre os eleitores de Santa Catarina na disputa pela Presidência da República.

Pastor Everaldo (PSC) aparece com 2%, Eduardo Jorge (PV) e  Luciana Genro (PSOL) aparecem com 1% cada. Brancos e nulos somam 4% e não sabem ou não responderam, 12%. Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB), Mauro Iazi (PCB), Rui Costa Pimenta (PCO) e Zé Maria (PSTU) não alcançaram 1%.

Veja os números do Ibope para pesquisa estimulada (em que a relação dos candidatos é apresentada aos entrevistados) apenas no estado de Santa Catarina:

Dilma (PT): 36%

Aécio Neves (PSDB): 25%

Marina Silva (PSB):  19%

Pastor Everaldo (PSC): 2%

Eduardo Jorge (PV): 1%

Luciana Genro (PSOL): 1%

Outros com menos de 1%: 1%

Brancos e nulos: 4%

Não sabe ou não respondeu: 12%

No levantamento anterior, entre 14 e 16 de setembro, Dilma tinha 37%, Marina 24% e Aécio 20%. A pesquisa foi encomendada pelo Grupo RBS.

A pesquisa foi realizada entre os dias 21  e 23 de setembro. Foram entrevistados 1008 eleitores em 54 municípios do estado. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levada em conta a margem de erro de três pontos para mais ou para menos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.

A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC) sob o número SC-00027/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00765/2014.

Pesquisa Ibope divulgada nesta quarta-feira (24) aponta que Dilma (PT) tem 36% das intenções de votoAécio Neves (PSDB) tem 25%, e Marina Silva (PSB) tem 19% entre os eleitores de Santa Catarina na disputa pela Presidência da República.

Pastor Everaldo (PSC) aparece com 2%, Eduardo Jorge (PV) e  Luciana Genro (PSOL) aparecem com 1% cada. Brancos e nulos somam 4% e não sabem ou não responderam, 12%. Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB), Mauro Iazi (PCB), Rui Costa Pimenta (PCO) e Zé Maria (PSTU) não alcançaram 1%.

Veja os números do Ibope para pesquisa estimulada (em que a relação dos candidatos é apresentada aos entrevistados) apenas no estado de Santa Catarina:  

Dilma (PT): 36%

Aécio Neves (PSDB): 25%

Marina Silva (PSB):  19%

Pastor Everaldo (PSC): 2%

Eduardo Jorge (PV): 1%

Luciana Genro (PSOL): 1%

Outros com menos de 1%: 1%

Brancos e nulos: 4%

Não sabe ou não respondeu: 12%

No levantamento anterior, entre 14 e 16 de setembro, Dilma tinha 37%, Marina 24% e Aécio 20%. A pesquisa foi encomendada pelo Grupo RBS.

A pesquisa foi realizada entre os dias 21  e 23 de setembro. Foram entrevistados 1008 eleitores em 54 municípios do estado. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levada em conta a margem de erro de três pontos para mais ou para menos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.

A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC) sob o número SC-00027/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00765/2014.

Pimentel, mais uma vez, fugiu do debate

Pimenta da Veiga lamentou a falta de compromisso de Pimentel com o eleitor: “Mais uma vez o candidato do PT está fugindo do debate”.

Eleições 2014

Fonte: Pimenta 45

Pimenta da Veiga classifica ausência de Pimentel em mais um debate como desrespeito aos mineiros

Candidato a governador aproveitou para afirmar que é preciso combater a burocracia e facilitar a vida do empresário para geração de mais empregos

Como já havia ocorrido no debate da RedeTV, no último domingo (21/09), o petista Fernando Pimentel não compareceu ao debate da TV Alterosa, na noite desta terça-feira, 23, em Belo Horizonte, o que fez o candidato da coligação Todos por MinasPimenta da Veiga, lamentar a falta de compromisso do adversário com o eleitor. “Mais uma vez o candidato do PT está fugindo do debate. Ele prega o diálogo mas quando tem a oportunidade de confrontar ideias comigo, foge do debate. Será que está com medo de enfrentar as denúncias de corrupção que há contra ele? É uma atitude de covardia e desrespeito aos mineiros”, afirmou.

Edição deste fim de semana da revista “IstoÉ” trouxe à tona denúncia de desvio R$ 5 milhões dos cofres da Prefeitura de Belo Horizonte, em 2004, quando o petista foi prefeito. Além disso, segundo o Portal Transparência BrasilPimentel é um dos candidatos a cargo majoritário com o maior número de ações judiciais. Ele é réu em cinco processos por corrupção.

Durante o programa, Pimenta da Veiga reafirmou os compromissos para prosseguir com as mudanças que estão melhorando a vida dos mineiros.  E disse que, se eleito, sua principal ação na área fiscal será a simplificação do sistema tributário, destacando que é preciso combater a burocracia para facilitar a abertura de novas empresas e garantir mais emprego aos mineiros.

Para Pimenta, é o trabalho que assegura vida digna para as pessoas. Por isso, ele quer estimular a atração de novos negócios para gerar oportunidades de emprego e renda. Ele lembrou que os mineiros têm muito o que comemorar porque, na última década, a economia do Estado cresceu mais que a média nacional. “Apesar de todos os desarranjos na economia nacional, apesar de todos os problemas pelos quais o país passou, Minas Gerais cresceu, em número de empresas, cresceu nos valores da sua produção e cresceu no número de empregos. Aqui foram gerados 1,8 milhão de empregos. É uma grande quantidade, que ajudou a melhorar a vida dos mineiros”.

Pimenta afirmou também que, desde 2006, no governo de Aécio NevesMinas vem desenvolvendo um grande projeto de regionalização da saúde que se apoia no fortalecimento da rede de hospitais que atendem pelo SUS no Estado. Ele ressaltou que já estão em pleno funcionamento os hospitais de Ibirité, Uberlândia e Pirapora entre outros. Ele assegurou que avançará concluindo as obras e equipando mais oito, em Uberaba, Divinópolis, Juiz de Fora, Sete Lagoas, Governador ValadaresTeófilo OtoniConselheiro Lafaiete e Montes Claros.

Pimenta da Veiga chegou à sede da TV Alterosa, na Avenida Assis Chateaubriand, na Capital, por volta de 22h acompanhado de familiares, do candidato a senador Antonio Anastasia, além de assessores e de outras lideranças políticas. Ele foi recebido por mais de mil pessoas, que agitavam bandeiras e gritavam palavras de ordem, em uma grande mobilização de apoio.

Vox Populi: Aécio cola em Marina Silva e diferença cai

Segundo Vox Populi, ex-senadora aparece com 22% e Aécio Neves registra 17% da preferência do eleitorado. Indecisos totalizam 12%.

Eleições 2014

Fonte: R7

Dilma amplia vantagem e venceria Marina no 2º turno, diz Vox Populi

A candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT) ampliou a vantagem sobre Marina Silva (PSB) entre o eleitorado para 18 pontos percentuais, superou a ex-senadora no 2º turno e venceria a corrida à Presidência da República se a eleição fosse hoje, segundo pesquisa Vox Populi, encomendada pela Rede Record, divulgada nesta terça-feira (23).

presidente tem 40% das intenções de voto na disputa pelo Palácio do Planalto, enquanto a ex-senadora aparece com 22%. Aécio Neves (PSDB) registra 17% da preferência. Os votos brancos e nulos são 6% neste recorte, e os eleitores indecisos totalizam 12%.

Os candidatos Everaldo Pereira (PSC) e Luciana Genro (PSOL) têm 1% cada um. Já Eduardo Jorge (PV), Mauro Iasi (PCB), Eymael (PSDC), Rui Costa Pimenta (PCO) e Levy Fidelix (PRTB) não marcaram pontos.a pesquisa anterior, Dilma tinha 36% da preferência do eleitorado, contra 27% de Marina e 15% do candidato do PSDB. Naquela ocasião, os votos brancos e nulos eram 8%, e os eleitores indecisos totalizavam 12%.

A pesquisa levou em conta 2.000 entrevistas feitas com eleitores, entre o último sábado (20) e o último domingo (21), em 147 cidades do País. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, para mais ou para menos, e o nível de confiança é de 95%. A pesquisa está registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o número BR-00733/2014.

Segundo turno

O Vox Populi também fez duas simulações de segundo turno, e a candidata do PT venceria tanto Aécio Neves (PSDB) como Marina Silva (PSB).

Em um cenário contra Marina, a presidente tem 46% das intenções de voto, contra 39% da ex-senadora. Como a margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, Marina não alcança Dilma neste cenário, que ainda tem 9% de votos brancos e nulos e 6% de eleitores indecisos.

Em outra hipótese, com Dilma Rousseff contra Aécio Neves, a presidente tem 49% das intenções de voto, contra 34% do senador. Os votos brancos e nulos seriam 10% dos votos, e os eleitores que não sabem ou não responderam totalizam 7%.

Regiões

Considerando o recorte de intenções de voto por regiões, Dilma Rousseff (PT) está na frente de Aécio Neves (PSDB) e Marina Silva (PSB) em todas as áreas.

No Sudeste, onde estão os dois maiores colégios eleitorais do País (SP e MG), a petista tem 37% da preferência, contra 30% da ex-senadora e 20% de Aécio. Os outros candidatos têm 3%, os votos brancos e nulos são 8% e os eleitores que não sabem ou não responderam totalizam 16%.

No Sul, Dilma Rousseff tem 37%, contra 23% de Marina Silva e 19% de Aécio Neves. Os outros candidatos totalizam 4%, os brancos/nulos são 2% e os indecisos, 15%.

No Nordeste, Dilma tem 55%, Marina aparece com 22% e Aécio registra 8%. Os outros candidatos conseguiram 1% na pesquisa, enquanto os brancos e nulos são 6% e os indecisos chegam a 8%.

Por fim, no Centro-Oeste/Norte, Dilma chega a 44% das intenções de voto, contra 23% de Aécio e 20% de Marina. Os outros candidatos à Presidência são 3%, enquanto os brancos e nulos são 3% e os indecisos, 7%.