• Agenda

    fevereiro 2020
    S T Q Q S S D
    « out    
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    242526272829  
  • Categoria

  • Arquivo

  • Blog Aécio Neves

    Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Governo de Minas: atrações culturais, natureza e arte são opções de lazer nas férias em Minas

BELO HORIZONTE (06/01/12) – Para quem quer aproveitar as férias de janeiro e conhecer os encantos de Minas Gerais, opções de lazer e cultura não vão faltar. São festivais, festas populares, teatro e diversão que agradam a todos os gostos. O Estado oferece várias opções para os primeiros dias do ano novo.

Belo Horizonte cultural

A tradicional e aguardada Campanha de Popularização do Teatro e da Dança promete agitar a vida cultural dos belohorizontinos até 4 de março. Em sua 38ª edição, poderão ser conferidas mais de 140 peças teatrais e espetáculos de dança a preços promocionais, em todos os teatros da cidade. Para programação completa, acesse www.sinparc.com.br.

E a criançada também poderá se divertir com a 18º Festival Alterosa de Teatro Infantil. Até 29 de janeiro, sempre de quarta a domingo, serão apresentados espetáculos e shows que vão animar as férias dos pequenos. Outras informações, acesse www.alterosa.com.br.

O Palácio das Artes apresenta de 13 a 19 de janeiro a Mostra Internacional Imagem dos Povos. A mostra audiovisual reúne obras e artistas de diversos lugares do mundo. Este ano, o destaque vai para a produção realizada na cidade de Belo Horizonte e sobre a cultura local. A entrada é gratuita.

O Festival Cachaça Gourmet, que acontece de 10 de janeiro a 10 de fevereiro, oferece ao público pratos tradicionais da culinária mineira preparados com cachaças produzida no Estado, oferecidas como aperitivos e coquetéis. São cerca de 20 restaurantes participantes que concorrerão aos prêmios de “Melhor prato” definidos por voto popular e por um júri técnico, “Melhor visual” e “Melhor receita original”.

Festa popular

A Folia de Reis, uma festa religiosa e folclórica, é uma das mais tradicionais e populares do mês de janeiro. De origem portuguesa, a festa foi trazida para o Brasil já nos primeiros anos da formação da identidade cultural brasileira e se mantém viva em muitas regiões do país, representando a história da viagem dos três Reis Magos à Gruta de Belém.

Nesta sexta-feira (6), em Belo Horizonte, na Praça da Liberdade, o Sesc-MG promoverá o XII Encontro de Folias de Reis, a partir das 17h. Serão 10 grupos de Folia de Reis, vindos de Curvelo, Lagoa Santa, Santana do Pirapama, Mocambeiros, além das folias de Belo Horizonte: Folia de Dona Guidinha do bairro Caiçara, Folia do bairro Santo André; Folia do São José, Folia da Serra, Folia do bairro Londrina e do bairro Aparecida.

A festa também acontece em Milho Verde, distrito de Serro, que integra o Circuito Turístico dos Diamantes, onde os foliões visitam, em cortejo musical, as casas que têm presépios montados. Em Lagoa Santa, no Circuito das Grutas, a folia, organizada pela Secretaria Municipal de Turismo e Cultura, acontece até o dia 6, na Capela São Sebastião. Em São Gonçalo do Abaeté, Circuito Lago Três Marias, a tradição acontece nos dias 5 e 6 de janeiro.

Inhotim é pura diversão e conhecimento

Até 29 de janeiro, Inhotim preparou uma programação especial para as férias de toda a família. As atividades acontecem de terça a domingo, sempre a partir das 10h. Com o tema “Desenho e Narrativa” serão desenvolvidas atividades educativas com espaço para experimentação e registro. Para os mais aventureiros haverá jogos e brincadeiras ambientais, visita ao viveiro educador e uma caminhada ecológica pela Trilha dos Guigós. As oficinas de confecção de histórias em quadrinhos, flipbooks e Mini Horta Inhotim prometem envolver um público de todas as idades.

Na Estação Jardim acontecerão jogos e brincadeiras ambientais, além da oficina “Cada conto um encanto”, quando serão contadas histórias das florestas. No Espaço Ciência os participantes aprenderão curiosidades sobre a representação científica das espécies. O público também poderá conhecer mais a respeito da diversidade vegetal do Jardim Botânico através dos circuitos temáticos “Botânica e Sustentabilidade” e “Mata Atlântica”.

Cinema em Tiradentes

Atração do cinema contemporâneo, a 15ª Mostra de Cinema de Tiradentes, será realizada de 20 a 28 de janeiro, em Tiradentes. Nesta edição, que terá como tema “O ator em expansão”, serão apresentadas 84 atrações, entre filmes e curtas, representando 12 estados brasileiros. As exibições serão realizadas em três locais: no Centro Cultural Yves Alves, no Cine Praça e no Cine-Tenda-Bar-Show.

Também na programação estão: Mostrinha de cinemas, oficinas e seminários. Além de uma homenagem ao ator Selton Mello que comemora, em 2012, 30 anos de carreira. Na ocasião serão apresentados filmes em retrospectiva à carreira do artista.

Férias nos parques

Os parques municipais de Belo Horizonte prepararam programação especial para toda a família curtir as férias. No Parque das Mangabeiras, a programação começa no dia 14 e vai até 28 de janeiro. As opções são várias, como oficinas esportivas, rua de lazer, apresentação teatral e jogos.

O Parque Américo Renné Giannetti (Parque Municipal) terá atividades de recreação com trilhas ecológicas e brincadeiras, do dia 17 ao dia 28 de janeiro. Nos dias 20, 22 e 26, apresentações teatrais prometem animar quem passar pelo lugar. Já nos dias 28 e 29, o Sesc-MG realiza Rua de Lazer e, no dia 29, a criançada pode se divertir com a apresentação do grupo teatral Trupe Gaia e participar da oficina de práticas circenses.

No Parque Lagoa do Nado as atividades começam no dia 17 e vão até o dia 20 de janeiro. Serão várias atividades de recreação e educação ambiental, além de contação de histórias, oficina de práticas circenses e observação de aves. Informações sobre a programação dos outros parques no telefone: 3277-9244.

Viagem virtual pelos parques estaduais

O Instituto Estadual de Florestas (IEF) disponibilizou, na quinta-feira (5), um espaço para divulgar e estimular o turismo nas áreas protegidas de Minas Gerais. O site “Parques de Minas” reúne informações sobre as unidades de conservação estaduais, com foco no visitante.

O “Parques de Minas” é um guia eletrônico para conhecer as unidades de conservação estaduais que dispõem de infraestrutura para receber o turista. Mapas, fotos e textos possibilitam uma visita virtual prévia à unidade de conservação escolhida, que permitem que o interessado planeje sua viagem e estadia.

No site, estão disponíveis informações detalhadas dos parques estaduais do Itacolomi, Ibitipoca, Sumidouro, Rio Doce, Rio Preto, Serra do Brigadeiro, Nova Baden e Serra do Rola-Moça.

Essas oito unidades de conservação são consideradas ‘abertas’ por disporem de infraestrutura para recebimento do turista, que pode incluir portaria, restaurante, área de camping, dentre outras. Também estão disponíveis informações sobre os 30 parques considerados ‘fechados’ por não possuírem essa estrutura e as visitas devem ser solicitadas previamente.

O site parques de Minas está disponível no endereço http://parquesdeminas.meioambiente.mg.gov.br/

Fonte: Agência Minas

Prédio do Ipsemg poderá ser alugado por R$ 13 mil – Contestação havia sido apresentada pelos deputados de oposição na ALMG

Prédio do Ipsemg poderá ser alugado por R$ 13 mil

Fonte: O Tempo

Prédio do Ipsemg poderá ser alugado por R$ 13 mil – Contestação havia sido apresentada pelos deputados de oposição na ALMG 

Apenas 40 dias depois de determinar a suspensão do processo licitatório que autorizava a utilização do prédio do Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais (Ipsemg) por uma empresa do ramo hoteleiro, o Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCE-MG) decidiu liberar o contrato de concessão do imóvel.

Assim, o consórcio formado pelo Grupo Fasano e pela incorporadora JHSF, que venceu a licitação, poderá alugar o imóvel por R$ 13,33 mil mensais ou comprá-lo por R$ 22,5 milhões. Os valores eram o principal avo da ação apresentada pelos deputados estaduais Antônio Júlio (PMDB) e Rogério Correia (PT). Os parlamentares apontaram supostas irregularidades no contrato.

Entretanto, ontem, por unanimidade, os conselheiros do TCE-MG julgaram a acusação improcedente.

A Corte entendeu que a proposta apresentada pelo consórcio vencedor da licitação “não carecia de reparos”. Assim, o corpo técnico do tribunal concluiu que o processo licitatório é regular. “Sem embargo dessa medida desobstrutiva para assinatura do contrato, entendo que a execução do instrumento contratual, nos próximos 30 meses em que serão efetivadas as melhorias no imóvel, deve ser acompanhada pelo tribunal”, destacou o conselheiro Wanderley Ávila, relator do processo no TCE-MG.

Já o conselheiro Licurgo Mourão assinalou, em seu voto, que “ao TCE caberá desenvolver uma fiscalização técnica concomitante ao desenvolvimento das obras, inclusive com a elaboração de relatórios periódicos”.

Suspensão. No último dia 14 de abril, o Ministério Público do Estado (MPE), por meio da procuradora Sara Meinberg, havia pedido a suspensão da assinatura do contrato firmado entre o governo de Minas e o grupo hoteleiro, com base no “receio de grave lesão ao erário”, em razão dos baixos valores.

Na ocasião, o corpo técnico do MPE havia divulgado parecer alegando que os valores reais de mercado para venda e locação do imóvel seriam de R$ 57,65 milhões e R$ 208 mil mensais, respectivamente.

Polêmica se arrastava desde 2010
As polêmicas em torno da concessão do prédio do Ipsemg se estendiam desde o ano passado, quando o Executivo estadual realizou processo licitatório para utilização do imóvel.

De lá para cá, o tema motivou diversas manifestações e intensas discussões entre deputados estaduais no Parlamento mineiro.

O bloco de oposição fez críticas às condições contratuais, pelas quais o consórcio vencedor da licitação investirá R$ 41 milhões com as reformas do prédio, pagando ao governo aluguel de R$ 15 mil mensais por 35 anos, mas com direito a explorar o imóvel por 70 anos.

Com 12 andares e 12 mil metros quadrados de área construída, o prédio do Ipsemg, que fica na Praça da Liberdade, passa a ser administrado pelo Grupo Fasano.

O imóvel foi adquirido com o objetivo de ser transformado em um hotel de luxo, visando à realização da Copa do Mundo de 2014. A Lei de Uso e Ocupação do Solo da capital permite a construção de uma nova edificação no local, desde que sejam preservadas as características arquitetônicas do prédio. (Anderson Alves)

Base e oposição entram em acordo na Assembleia
Um acordo entre o bloco de oposição e a base de governo da Assembleia Legislativa de Minas Gerais permitiu que fossem votados, em duas sessões, cinco das 31 indicações do governo do Estado em direção de estatais e autarquias.

Em troca de não obstruir as votações, os oposicionistas exigem o pagamento de emendas atrasadas, a tramitação de projetos de lei de seus interesses, o repasse da compensação das perdas do ICMS a prefeituras petistas e peemedebistas e a aprovação de requerimentos e audiências públicas que, segundo o líder da oposição, Rogério Correia (PT), estariam “parados”.

O acordo foi fruto de uma reunião, realizada na manhã de ontem, entre o presidente da Assembleia, Dinis Pinheiro (PSDB), e os líderes de oposição e de governo. (AFG)

Governo Anastasia vai produzir cartilha para uso seguro de lareiras

O Governo de Minas Gerais, por meio das secretarias de Estado de Turismo, de Defesa Social, e do Corpo de Bombeiros, vai produzir um manual informativo para prevenção de contaminação por monóxido de carbono. O anúncio da distribuição do material para empreendimentos hoteleiros de todo o Estado foi realizado, na tarde desta quarta-feira (23), após reunião entre o secretário de Estado de Turismo, Agostinho Patrus Filho, o gerente do Projeto Estruturador de Avaliação e Qualidade da Secretaria de Estado de Defesa Social, José Francisco da Silva, o diretor de Assuntos Institucionais do Corpo de Bombeiros, coronel Matuzail, e a presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih), Silvania Capanema.

Agostinho Patrus Filho explica que a medida de precaução será tomada após os indícios da causa da morte de um casal em consequência da contaminação por monóxido de carbono, em ambiente fechado, em uma pousada de luxo em Brumadinho. “O Governo de Minasrespeita o tempo de apuração dos fatos, mas se antecede neste trabalho de prevenção tendo em vista a proximidade da alta temporada turística no Estado – outono/inverno –, que, certamente trará mais turistas para Minas Gerais, principalmente nos destinos montanhosos, como Monte Verde e outras cidades do Sul de Minas, além das tradicionais cidades históricas”, antecipou-se.

Patrus Filho disse, ainda, que a proposta é alertar os hotéis, as pousadas e outros estabelecimentos de hospedagem para que eles sigam as orientações do Corpo de Bombeiros. Serão produzidas aproximadamente 10 mil cartilhas que serão distribuídas a partir da próxima semana em todos os empreendimentos hoteleiros, secretarias municipais de turismo de Minas Gerais e Associações de Circuitos Turísticos do Estado. “Os proprietários dos estabelecimentos serão orientados a afixar, em local visível, o informativo com orientações para o usuário sobre a utilização destes equipamentos”, explicou.

O conteúdo do material está sendo produzido por um corpo técnico do Corpo de Bombeiros. A Setur, a Abih e o Corpo de Bombeiros também disponibilizarão a cartilha nos portais das entidades.

Para a presidente da Abih, Silvania Capanema, a população deve estar atenta aos riscos que se correm na utilização de um equipamento que, à primeira vista, é inofensivo. “Os mineiros não têm o hábito de utilizar lareiras, por isto, vejo a necessidade deste assunto ser tratado com a importância que merece”, afirmou.

Orientações

De acordo com o diretor de Assuntos Institucionais do Corpo de Bombeiros, coronel Matuzail, a contaminação por monóxido de carbono, nas mesmas circunstâncias encontradas em Brumadinho, é um risco imperceptível, uma vez que o ar contaminado não possui odor ou cor. “A utilização de lareira ou outro equipamento que produz gás necessita do que chamamos de ventilação cruzada, ou seja, que tenha entrada e saída de ar”, afirmou. O Corpo de Bombeiros alerta, ainda, que em casos de instalação destes equipamentos sem critérios técnicos, sua utilização sem os cuidados adequados pode ser fatal.