• Agenda

    julho 2020
    S T Q Q S S D
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    2728293031  
  • Categoria

  • Arquivo

  • Blog Aécio Neves

Casas construídas pela Cohab/MG beneficiam famílias remanejadas por causa de obras

Famílias de 11 municípios de diferentes regiões de Minas Gerais, que precisaram ser remanejadas de suas moradias em função de obras rodoviárias do Programa de Pavimentação de Ligações e Acessos Rodoviários aos Municípios (Proacesso), já têm asseguradas as construções de suas novas casas. As moradias serão feitas pela Companhia de Habitação do Estado de Minas Gerais (Cohab/MG) com recursos do Banco Mundial (Bird) e mediante convênio com o Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER/MG), sendo intervenientes a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) e a Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop).

Nesta quarta-feira (20), a Cohab/MG homologou as licitações de contratação das obras de 15 casas em Águas Formosas, Bonito de Minas, Borda da Mata, Consolação, Jacutinga, Novo Oriente de Minas, Patrocínio, Senador Firmino e São Félix de Minas – cada uma com uma casa. Já o município de Teófilo Otoni (distrito de Topázio) receberá três casas, e Novorizonte, duas. Os empreendimentos custarão R$ 663.318,00.

Segundo o presidente da Cohab/MG, Octacílio Machado Júnior, a diretoria de Desenvolvimento e Construção da Companhia, gerida pelo engenheiro José Antônio Cintra, dará prioridade à emissão das ordens de serviço para o início urgente das construções. O convênio Cohab/DER beneficiará o total de 25 famílias, que receberão suas novas moradias em igual número, em 17 cidades distribuídas em seis regiões de planejamento.

A partir do dia 28 de julho, também serão licitadas mais 10 unidades, que vão atender famílias de outros seis municípios: Chiador, Franciscópolis, Ipatinga, Pavão, Pedra Bonita e Presidente Bernardes. Em Chiador, duas casas serão construídas, e duas adquiridas já prontas. Para Patrocínio de Muriaé também será aberta licitação com a finalidade de comprar uma casa. 

Para executar esse projeto especial destinado ao Proacesso, a Cohab/MG encarregou a engenheira Adélia Maia e o assessor Magid Figueiredo Ali, ambos da empresa, para visitarem as famílias a fim de definir o padrão habitacional e o local onde as moradias serão construídas. Eles procuraram os terrenos, que foram doados pelos municípios ou adquiridos pela Cohab/MG, após avaliação técnica e comercial e levantamento da documentação junto aos cartórios, pois, conforme exigência do Banco Mundial, todas as doações aos beneficiários devem estar regularizadas. A Companhia presta também informações quinzenais ao DER/MG sobre o andamento do projeto, que são repassadas à Seplag e ao Banco Mundial.

Famílias de Congonhal recebem do Governo de Minas casas construídas pela Cohab/MG

O presidente da Companhia de Habitação do Estado de Minas Gerais (Cohab/MG), Octacílio Machado Júnior, entrega, neste sábado (30), às 16 horas, em Congonhal, no Sul de Minas, mais um conjunto habitacional construído para o Lares Geraes – Habitação Popular (PLHP) – programa habitacional do Governo de Minas – em parceria com o programa Minha Casa Minha Vida. A solenidade terá a participação do prefeito Natal Donizetti Cadorini, também parceiro do empreendimento, e na ocasião serão liberadas as chaves da casa própria para 30 famílias do município, das quais 10 são chefiadas por mulheres.

O Conjunto Habitacional Loteamento Novo Horizonte tem três casas destinadas a idosos e duas casas especiais para cadeirantes, também priorizados no atendimento do PLHP. Outras 2 casas localizam-se no Loteamento Santa Luzia. Nas obras das 30 moradias foram investidos R$ 1.036.783,44, sendo R$ 946.783,44, com recursos do Governo de Minas, através do Fundo Estadual de Habitação; e R$ 390.000,00, com subsídios do programa Minha Casa Minha Vida. A prefeitura de Congonhal participou com R$ 90.000,00 na doação do terreno e obras de infraestrutura urbana.

Com as novas casas daquele município, o Governo de Minas soma agora o total de 25.596 unidades já de posse dos mutuários, sendo 23.634 pelo Programa Lares Geraes – Habitação Popular (PLHP). Do total de moradias, 12.872 beneficiam mulheres, e 110 são especiais para pessoas com deficiência. Na próxima semana, a Cohab/MG prossegue com a liberação de novos conjuntos, em Elói Mendes, no Sul de Minas, onde foram construídas 46 casas; e em Brasilândia de Minas, no Noroeste do Estado, com 30 casas.

Estrutura da Cidade Administrativa ajuda tratamento de funcionário da Cohab

Foi na vontade de viver que o agrimensor Oswalney Costa Galvão, de 35 anos, se apoiou para vencer a leucemia e retomar suas atividades ao lado de sua família e de seus colegas da Gerência de Patrimônio Imobiliário (GPI) da Companhia de Habitação do Estado de Minas Gerais (Cohab/MG). Para voltar ao trabalho, Galvão contou com a infraestrutura da Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, que possibilita que ele não se exponha ao sol – absolutamente contra indicado no tratamento de seu caso.

Na Cidade Administrativa o funcionário pode seguir rigorosamente as recomendações médicas feitas após o transplante de medula. A estrutura dos prédios e os túneis que fazem a ligação com o Centro de Convivência, suas diversas lojas e a praça de alimentação, tornaram realidade a vontade do funcionário de retornar à Cohab/MG. Além disso, a Intendência da Cidade Administrativa também cedeu uma vaga na garagem para o carro do funcionário, de modo que ele não precise se expor aos males que o contato com o sol pode lhe causar.

Esperança e luta

A história da luta de Galvão começou no dia 11 de setembro de 2007. Ele estava a serviço da Cohab/MG, fazendo medições em uma fazenda na cidade de Conselheiro Lafaiete, Campo das Vertentes, quando sentiu um mal estar. Percebendo que não melhorava, foi até o hospital local. Lá, foi examinado e fez um exame que apontou um problema no sangue. Os médicos não souberam precisar o que era, mas aconselharam que ele se internasse. Galvão voltou a Belo Horizonte e seguiu as recomendações dos médicos.

Começava, então, sua batalha de três anos contra a doença. Durante esse período, passou por três quimioterapias e um transplante de células tronco. Galvão lembra que chegou a pesar 52 kg durante o tratamento, ao passo que o seu peso normal é de 80 kg.

A família e os amigos foram partes fundamentais na recuperação de Galvão. “Eu queria voltar pra minha família, levar meus filhos ao colégio. Falava comigo mesmo enquanto estava deitado naquela maca: vou viver. Vou viver”. Essa atitude positiva e o bom humor foram a forma que encontrou para vencer a depressão e os efeitos colaterais causados pelos remédios.

Outra ajuda fundamental veio em forma de livro. O amigo e professor na faculdade, Alceu Cotta Júnior, lhe presenteou com “O Segredo”, de Rhonda Byrne. “Esse livro me ajudou a ter uma atitude positiva e pensar sempre na recuperação. Quando você acredita, acontece”, diz.

Foi o irmão Neiwaldo Costa Galvão quem fez a doação que viabilizou a recuperação de Galvão. Foram dois litros de células troncos que possibilitaram que o corpo de Oswalney recuperasse o sistema imunológico e fosse aos poucos se curando. “É um processo delicado. Foi preciso que minhas células tronco fossem mortas em um período de sete dias enquanto o corpo de meu irmão era estimulado a produzir mais células que me fossem doadas”.

Encerrada essa fase do tratamento, Oswalney Galvão passou por um período de adaptação de 16 dias e, depois, por uma avaliação do INSS, que o liberou para voltar a trabalhar. “É muito importante que eu esteja trabalhando de novo”, comemora.

 

Mutirão da Escritura atende mutuários da Cohab/MG em Iturama e Frutal

Companhia de Habitação do Estado de Minas Gerais (Cohab/MG) entregou a 167 mutuários, em Iturama e Frutal, as escrituras dos imóveis que foram construídos e financiados pela Companhia nesses municípios do Triângulo Mineiro. A liberação dos títulos de posse definitiva e legal dos imóveis resulta do Mutirão da Escritura, executado pelo Governo de Minas, em parceria com prefeituras.

No município de Frutal, houve  a participação do curso de direito da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG) no trabalho. Depois de receber a escritura, os proprietários devem agora procurar o cartório para registrá-la, pois ela tem prazo de validade.

Em Iturama, 141 proprietários receberam escritura. Treze escrituras foram enviadas para receber assinatura dos proprietários e serem devolvidas à Cohab/MG para que os diretores também a assinem. Em Frutal, foram enviadas 7.

A entrega, do menor número que seja de escrituras, contribui para que os mutuários percebam a importância de ter o documento e se disponham a realizar o inventário, quando for o caso, e fornecer os dados às equipes das prefeituras parcerias, de modo que a Cohab/MG possa lavrar novas escrituras.

 

Cohab/MG libera escrituras para 160 famílias em Iturama e Frutal

Cerca de 160 famílias de Iturama e Frutal, no Triângulo Mineiro, receberão a escritura definitiva de seus imóveis que foram construídos pela Companhia de Habitação do Estado de Minas Gerais (Cohab/MG) em antigos conjuntos habitacionais daquelas cidades. Os documentos serão entregues pelo diretor de Habitação da Cohab, Fradique Gurita, e pelos prefeitos municipais, nesta sexta-feira (11), em Iturama e, no sábado (12), em Frutal.

A liberação dos documentos de posse definitiva e legal dos imóveis resulta do Mutirão da Escritura, programa doGoverno de Minas executado pela Cohab em parceria com prefeituras. Em Iturama, a solenidade vai acontecer, às 20h, na Câmara Municipal, com a presença do prefeito Cláudio Tomaz de Freitas. Em Frutal, cerca de 20 famílias receberão sua escritura, mas novos processos deverão ser ultimados até esta sexta-feira (11). A cerimônia acontecerá no sábado, às 10h, também na Câmara Municipal e com a presença da prefeita Maria Cecília Marchi Borges.

Além de liberar o documento para 141 famílias de Iturama, o diretor da Cohab e o prefeito municipal vão passar às mãos de mais 13 mutuários a escritura do imóvel, para que assinem e devolvam à Companhia e recebam a assinatura também dos diretores. Outros 50 mutuários receberão ofício da Cohab para completarem a documentação pessoal, a fim de que os processos tenham andamento. Para Frutal, além de 20 escrituras já emitidas, está prevista a liberação, ainda neste sábado, de novas escrituras para assinatura pelos mutuários.

Em cada uma das duas cidades do Triângulo, trabalharam no Mutirão da Escritura cinco funcionários da prefeitura e sete da Cohab. Eles atuaram na coleta de documentos pessoais e dos imóveis, na conclusão de inventários e na emissão dos títulos de posse definitiva e legal dos imóveis, que agora poderão ser registrados em cartório.

Criado no final de 2009, o mutirão é uma iniciativa inovadora do Governo de Minas e é feita sempre em parceria com os municípios. Cerca de 1.250 famílias já receberam as escrituras em Poços de Caldas, Vespasiano, Santa Luzia e Campina Verde. O Mutirão está em andamento em Uberlândia e Conceição das Alagoas. Em Uberlândia, a pedido do prefeito Odelmo Leão, deverá ser iniciado em abril próximo.

 

Cohab/MG entra na guerra contra a dengue

As 60 famílias de Espinosa, no Norte de Minas, onde a Companhia de Habitação do Estado de Minas Gerais (Cohab/MG) entrega, nesta sexta-feira (14), o Conjunto Habitacional João Paulo II, receberão, junto com as chaves das casas, um material do Programa Estadual de Controle Permanente da Dengue, instituída pelo Governo de Minas e agora transformada em lei pelo governador Antonio Anastasia. A partir de agora, as solenidades de liberação das casas nos novos conjuntos habitacionais e os trabalhos desenvolvidos com os moradores desses conjuntos incluirão ações de apoio à campanha contra a dengue.

A cerimônia em Espinosa será realizada às 18h e contará com a presença do presidente da Cohab/MG, Mauro Brito, e do prefeito do município, João Alves Miranda. O material de divulgação do Programa Estadual de Controle Permanente da Dengue, fornecido pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), será fornecido juntamente com o kit da Cohab/MG, que inclui o Manual do Mutuário. Este, por sua vez, já contém informações sobre cuidados com o manuseio do lixo e da caixa d’água para evitar o surgimento de focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença.

Durante a solenidade da entrega das casas, será difundida mensagem sobre a importância de todos os mutuários, familiares, vizinhos e cidadãos do município entrarem na guerra contra a dengue, movida, agora de forma permanente, pelos órgãos do Governo do Estado, aliados com prefeituras e outros parceiros, inclusive do setor privado.

Ações

A Cohab/MG já definiu uma série de ações internas e externas dentro da campanha. Além de já haver colocado no site e na intranet links de acesso ao Programa Estadual de Controle Permanente da Dengue, já enviou cartazes sobre o tema para os 18 escritórios regionais da companhia e decidiu publicar mensagens nos boletos das prestações a serem pagas pelos mutuários.

Junto às prefeituras conveniadas de municípios que receberam conjuntos habitacionais construídos para o programa Lares Geraes – Habitação Popular e para suas parcerias com programas federais, como o Minha Casa Minha Vida e o Fundo nacional de Habitação de Interesse Social, as assistentes sociais da Gerência de Administração de Conjuntos Habitacionais e Apoio Social da empresa atuarão com assistentes sociais das prefeituras, incluindo o combate à dengue no trabalho técnico-social de acompanhamento do chamado pós-morar.

Em relação aos funcionários da Cohab/MG, estão previstas ações de mobilização e ainda a capacitação pela Secretaria de Estado de Saúde de engenheiros, fiscais de obras e funcionários dos escritórios regionais para auxiliarem na identificação e remoção de focos de contaminação da doença.

 

Governo Anastasia entrega 30 casas em Alfredo Vasconcelos

Companhia de Habitação do Estado de Minas Gerais (Cohab/MG) entregou na sexta-feira (26), em Alfredo Vasconcelos, no Campo das Vertentes, as chaves das 30 casas do Conjunto Habitacional Bela Vista.

O prefeito do município, Olacir Ely da Silva, disse que o novo conjunto é a conquista de um sonho antigo e que muito mais ainda será feito. A verba para asfaltar o conjunto já está liberada e as obras vão começar em breve.

O vice-presidente da Cohab/MG, Mauro Bomfim, falou em seu discurso da importância do programa do governo, que já conta com quase 30 mil casas construídas e em construção. Ele disse também que é fundamental manter a prestação em dia para que famílias de outras regiões do Estado possam ser beneficiadas pelo Lares Geraes – Habitação Popular.

A construção do conjunto Bela Vista custou R$ 859.447,31 e gerou, durante as obras, cerca de 90 empregos diretos e indiretos. Com esse novo conjunto, chegou a 23.634 o total de casas já entregues no Lares Geraes – Habitação Popular, programa habitacional iniciada no Governo Aécio Neves. Além disso, mais 1.037 unidades estão prontas, aguardando apenas a conclusão de obras de infraestrutura, a cargo dos municípios. Outras 1.291 se acham em construção.

Nesta sexta-feira (3) será a vez da entrega das 43 casas do Conjunto Habitacional Novo Progresso, na cidade de Presidente Kubitschek, no Vale do Jequitinhonha.

Energia Eficiente: Cemig entrega 110 sistemas de aquecimento solar casas populares de Nova Lima

Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) concluiu a entrega de 110 sistemas de aquecimento solar em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), beneficiando cerca de 500 moradores através do Projeto Solar. Além das instalações, também houve negociação de débitos, por meio da Agência Móvel da Cemig.

Fruto de uma parceria entre a Cemig e a Companhia de Habitação do Estado de Minas Gerais (Cohab/MG), o Projeto Solar irá substituir, gratuitamente, chuveiros elétricos obsoletos por sistemas de aquecimento solar em 15 mil residências de todo o Estado até 2011.

O sistema de aquecimento solar implantado é composto pelo aquecedor e por um chuveiro elétrico de baixa potência. Nos dias mais frios, o sistema mantém a água quente sem que haja gastos excessivos de energia. A instalação dos equipamentos é feita por um profissional especializado, que também instrui os moradores quanto à sua utilização.

Economia

A implantação do aquecimento solar em moradias populares busca reduzir o consumo de energia elétrica no horário de ponta – entre 17h e 22h – resultando na diminuição do valor da conta de energia. As famílias atendidas, que hoje consomem em média 150 kWh/mês, terão redução de até 40% no consumo total de energia elétrica. Em dinheiro, essa economia pode chegar a R$ 70, quantia que pode ser utilizada pela população beneficiada para cobrir outras despesas, como alimentação, material escolar, vestuário e até mesmo pagamento de prestações da casa.

A economia gerada pelo sistema de aquecimento solar às famílias beneficiadas também pode facilitar o acesso à Tarifa Social. Esse benefício, concedido automaticamente pela Cemig aos clientes que consomem até 80 kWh/mês, garante a isenção do pagamento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), diminuindo em 30% o valor total da conta de luz.

Segundo o coordenador do Projeto Solar, Davidson Andreoni, a Cemig irá investir cerca de R$ 30 milhões nas instalações, em acordo com regulamentação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) que determina às concessionárias investirem 0,5% de sua receita líquida em projetos de eficiência energética.

Além da adoção do novo sistema de geração de energia, as comunidades contempladas pelo projeto serão orientadas, por meio de campanhas de conscientização, quanto ao uso eficiente e seguro da energia elétrica e aos benefícios da utilização de fontes alternativas de energia.

 

Governo Antonio Anastasia entrega casas em Pirajuba, Lima Duarte e Espírito Santo do Dourado

Governo Antonio Anastasia entregou, através da Companhia de Habitação do Estado de Minas Gerais (Cohab/MG), 118 casas do programa Lares Geraes – Habitação Popular. Os municípios beneficiados foram Pirajuba, no Triângulo Mineiro, Lima Duarte, na Zona da Mata, e Espírito Santo do Dourado, no Sul de Minas. Com a entrega dessas moradias, chega a 23.604 o número de casas já entregues, às quais se somam mais 2.358 em construção ou já concluídas, à espera apenas de obras de infraestrutura, a cargo das prefeituras.

Na sexta-feira (19), foram entregues 50 casas do Conjunto Habitacional Dourados II, em Pirajuba. Uma das famílias beneficiadas é a de Paulo Gonçalves da Silva, de 38 anos. Há sete anos ele mora no município, onde, hoje, trabalha como operador de maquinas em uma usina. “Na hora de pegar a chave da casa o coração ficou acelerado”, conta Paulo. Ele mora com o filho de 15 anos em uma casa alugada por R$ 250,00.

A casa em que Paulo mora tem telhado com engradamento de madeira, castigada pelas chuvas que entram pelas telhas e molham toda a sala. Paulo foi um dos mutuários que subiu ao palco para receber, durante a solenidade, as chaves da casa própria.

No município de Lima Duarte, 32 famílias receberam as chaves da casa própria, no Conjunto Habitacional Paulo dos Reis Modesto, também na sexta-feira (19). Na solenidade, Potiara Paula de Paiva Modesto, filha do homenageado Paulo dos Reis Modesto, leu a história do pai, deixando todos emocionados. Logo após, o chefe de gabinete da Cohab/MG, João Lincoln, explicou que as famílias atendidas, com renda mensal de um a três salários mínimos, recebem o benefício do Bônus de Adimplência. “As famílias, que pagam a prestação em dia, têm um desconto que pode chegar até 24% dos juros incidentes no valor da prestação”, salientou.

Nesse sábado (20), foi a vez de 36 famílias de Espírito Santo do Dourado receberem das mãos do presidente da Cohab/MG, Mauro Brito, as chaves das casas do Conjunto Habitacional Cidade Praia Dourada.

Habitação: Governo Antonio Anastasia entregou escrituras definitivas a 520 famílias de Santa Luzia

Governo Antonio Anastasia, por meio da Companhia de Habitação do Estado de Minas Gerais (Cohab/MG), entregou a 520 famílias moradoras dos conjuntos habitacionais Cristina, Palmital e Carreira Comprida, em Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), o documento de posse definitiva de suas casas, durante a 3ª solenidade do Mutirão da Escritura. No ato de entrega das escrituras, que foi realizado na quadra da antiga sede do projeto Curumim, foi apresentada em vídeo uma mensagem do governador Antonio Anastasia, gravada especialmente para o evento, na qual ele felicitou a Companhia, os mutuários e a Prefeitura de Santa Luzia pelo resultado do Mutirão.

Participaram da cerimônia da entrega de escrituras, o secretário de Estado de Desenvolvimento Regional e Política Urbana, Sebastião Navarro, representando o governador Antonio Anastasia; o prefeito de Santa Luzia, Gilberto Dorneles; o vice-presidente da Cohab/MG, Mauro Bomfim, representando o presidente Mauro Brito; o diretor de Habitação, Fradique Gurita; e diversas autoridades do município.

O secretário Sebastião Navarro, ao falar da criação do Mutirão da Escritura, que se iniciou por Poços de Caldas, no Sul de Minas, em 2009, durante sua gestão como presidente da Cohab/MG, ressaltou a continuidade que o presidente Mauro Brito vem dando ao trabalho. Ele salientou também que o acesso à moradia é “uma condição para as famílias terem uma vida digna”.

O vice-presidente Mauro Bomfim frisou a importância da entrega das escrituras “como ato de reconhecimento da cidadania de quem assume plenamente o direito de sua casa própria”. E destacou ainda que o acesso à habitação se firma cada vez mais como um dos direitos sociais assegurados pela Constituição.

Já o diretor de Habitação, Fradique Gurita, lembrou do valor da conquista da escritura para cada um dos mutuários e incentivou cada família atendida pelo Mutirão a não se esquecer de registrar sua escritura. “Aí, sim, ele pode bater no peito e dizer: eu e minha família somos agora donos definitivos de nossa casa”. O diretor também elogiou o apoio da Prefeitura de Santa Luzia, “essencial para a conclusão do trabalho do mutirão das escrituras.” Ele aproveitou para anunciar que a próxima entrega de escrituras será realizada em Uberlândia.

Pela Cohab/MG, participaram do mutirão 14 funcionários, e pela Prefeitura de Santa Luzia, nove, coordenado pelo assessor de Habitação, Eduardo Cabral de Oliveira.