• Agenda

    setembro 2019
    S T Q Q S S D
    « out    
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    30  
  • Categoria

  • Arquivo

  • Blog Aécio Neves

  • Anúncios

Carlos Sampaio: chega tarde desoneração da cesta básica

Para o líder do PSDB, desoneração da cesta básica vem com atraso: “capricho ou vaidade”

Desoneração da Cesta Básica:

Fonte: Diário Tucano

Deputado Carlos Sampaio, líder do PSDB na Câmara

“Por capricho ou vaidade e para tirar do PSDB o mérito da iniciativa, a presidente Dilma adiou em seis meses a desoneração da cesta básica. É no mínimo curioso o anúncio agora, em meio a tantos problemas que o Governo vem enfrentando, como o aumento do diesel, que impacta diretamente o preço dos alimentos, e a alta da inflação, puxada justamente pelo item alimentação.

Se a presidente não tivesse vetado a proposta em setembro, apenas para evitar dar o devido crédito ao PSDB, teria beneficiado já naquela época justamente a população mais necessitada, para quem os gastos com alimentação consomem quase um terço do salário. E mais: poderia ainda ter evitado a escalada inflacionária.

É lamentável que o PT tenha dificuldade em enxergar méritos nas propostas alheias, usurpando sua autoria como fizeram com os diversos programas sociais criados pelo PSDB e tentaram fazer recentemente com o cadastro único”. Foi o que afirmou o líder do PSDB na Câmara, Carlos Sampaio (SP), ao comentar o anúncio da petista feito em cadeia de rádio e TV na noite de sexta-feira (8/3).

A proposta foi incluída através de emenda em uma medida provisória pelo então líder do PSDB, deputado Bruno Araújo (PE), justamente para acelerar a implantação da desoneração, que entraria em vigor de imediato – no caso de um projeto de lei, a tramitação chega a demorar anos.

Contudo, depois de vetar a proposta em setembro, Dilma criou um Grupo de Trabalho que deveria apresentar nova solução para a questão até 31 de dezembro passado. Prazo que também não foi cumprido, causando ainda mais atrasos no esperado alívio para o bolso do cidadão. A estimativa é de que a desoneração possa diminuir em até 10% o preço da cesta básica, variando de um estado para outro.

“O governo está desorientado. Além de não saber o que fazer para estancar o processo de elevação da inflação que estamos atravessando, ameaçando a estabilidade econômica conquistada a duras penas, começa a focar sua atuação apenas nas eleições – mesmo com um atraso inexplicável apenas para se apropriar de propostas alheias como se suas fossem”, lamenta o líder tucano.

Apesar disso, Sampaio comemora e espera que, enfim, a desoneração realmente saia do papel. “O aumento do preço dos alimentos foi acima da inflação e teria sido atenuado se não falasse mais alto o rancor petista com o PSDB, em lugar dos interesses da população e do país”, concluiu.

Leia também Dilma deveria se desculpar com brasileiros por ter vetado isenção de impostos da cesta básica

Anúncios