• Agenda

    novembro 2019
    S T Q Q S S D
    « out    
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    252627282930  
  • Categoria

  • Arquivo

  • Blog Aécio Neves

Vox Populi: Aécio cola em Marina Silva e diferença cai

Segundo Vox Populi, ex-senadora aparece com 22% e Aécio Neves registra 17% da preferência do eleitorado. Indecisos totalizam 12%.

Eleições 2014

Fonte: R7

Dilma amplia vantagem e venceria Marina no 2º turno, diz Vox Populi

A candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT) ampliou a vantagem sobre Marina Silva (PSB) entre o eleitorado para 18 pontos percentuais, superou a ex-senadora no 2º turno e venceria a corrida à Presidência da República se a eleição fosse hoje, segundo pesquisa Vox Populi, encomendada pela Rede Record, divulgada nesta terça-feira (23).

presidente tem 40% das intenções de voto na disputa pelo Palácio do Planalto, enquanto a ex-senadora aparece com 22%. Aécio Neves (PSDB) registra 17% da preferência. Os votos brancos e nulos são 6% neste recorte, e os eleitores indecisos totalizam 12%.

Os candidatos Everaldo Pereira (PSC) e Luciana Genro (PSOL) têm 1% cada um. Já Eduardo Jorge (PV), Mauro Iasi (PCB), Eymael (PSDC), Rui Costa Pimenta (PCO) e Levy Fidelix (PRTB) não marcaram pontos.a pesquisa anterior, Dilma tinha 36% da preferência do eleitorado, contra 27% de Marina e 15% do candidato do PSDB. Naquela ocasião, os votos brancos e nulos eram 8%, e os eleitores indecisos totalizavam 12%.

A pesquisa levou em conta 2.000 entrevistas feitas com eleitores, entre o último sábado (20) e o último domingo (21), em 147 cidades do País. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, para mais ou para menos, e o nível de confiança é de 95%. A pesquisa está registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o número BR-00733/2014.

Segundo turno

O Vox Populi também fez duas simulações de segundo turno, e a candidata do PT venceria tanto Aécio Neves (PSDB) como Marina Silva (PSB).

Em um cenário contra Marina, a presidente tem 46% das intenções de voto, contra 39% da ex-senadora. Como a margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, Marina não alcança Dilma neste cenário, que ainda tem 9% de votos brancos e nulos e 6% de eleitores indecisos.

Em outra hipótese, com Dilma Rousseff contra Aécio Neves, a presidente tem 49% das intenções de voto, contra 34% do senador. Os votos brancos e nulos seriam 10% dos votos, e os eleitores que não sabem ou não responderam totalizam 7%.

Regiões

Considerando o recorte de intenções de voto por regiões, Dilma Rousseff (PT) está na frente de Aécio Neves (PSDB) e Marina Silva (PSB) em todas as áreas.

No Sudeste, onde estão os dois maiores colégios eleitorais do País (SP e MG), a petista tem 37% da preferência, contra 30% da ex-senadora e 20% de Aécio. Os outros candidatos têm 3%, os votos brancos e nulos são 8% e os eleitores que não sabem ou não responderam totalizam 16%.

No Sul, Dilma Rousseff tem 37%, contra 23% de Marina Silva e 19% de Aécio Neves. Os outros candidatos totalizam 4%, os brancos/nulos são 2% e os indecisos, 15%.

No Nordeste, Dilma tem 55%, Marina aparece com 22% e Aécio registra 8%. Os outros candidatos conseguiram 1% na pesquisa, enquanto os brancos e nulos são 6% e os indecisos chegam a 8%.

Por fim, no Centro-Oeste/Norte, Dilma chega a 44% das intenções de voto, contra 23% de Aécio e 20% de Marina. Os outros candidatos à Presidência são 3%, enquanto os brancos e nulos são 3% e os indecisos, 7%.

Intenções de voto: Aécio sobe e já cola em Marina, mostra Vox Populi

Aécio deve chegar no 2º turno, ex-senadora aparece com 22% e Aécio registra 17% da preferência do eleitorado. Indecisos totalizam 12%.

Eleições 2014

Fonte: R7

Dilma amplia vantagem e venceria Marina no 2º turno, diz Vox Populi

Mesmo com margem de erro, Dilma Rousseff derrota Marina Silva e Aécio Neves no 2º turno, de acordo com Vox Populi

A candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT) ampliou a vantagem sobre Marina Silva (PSB) entre o eleitorado para 18 pontos percentuais, superou a ex-senadora no 2º turno e venceria a corrida à Presidência da República se a eleição fosse hoje, segundo pesquisa Vox Populi, encomendada pela Rede Record, divulgada nesta terça-feira (23).

A presidente tem 40% das intenções de voto na disputa pelo Palácio do Planalto, enquanto a ex-senadora aparece com 22%. Aécio Neves (PSDB) registra 17% da preferência. Os votos brancos e nulos são 6% neste recorte, e os eleitores indecisos totalizam 12%.

Os candidatos Everaldo Pereira (PSC) e Luciana Genro (PSOL) têm 1% cada um. Já Eduardo Jorge (PV), Mauro Iasi (PCB), Eymael (PSDC), Rui Costa Pimenta (PCO) e Levy Fidelix (PRTB) não marcaram pontos.

Na pesquisa anterior, Dilma tinha 36% da preferência do eleitorado, contra 27% de Marina e 15% do candidato do PSDB. Naquela ocasião, os votos brancos e nulos eram 8%, e os eleitores indecisos totalizavam 12%.

A pesquisa levou em conta 2.000 entrevistas feitas com eleitores, entre o último sábado (20) e o último domingo (21), em 147 cidades do País. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, para mais ou para menos, e o nível de confiança é de 95%. A pesquisa está registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o número BR-00733/2014.

Segundo turno

Vox Populi também fez duas simulações de segundo turno, e a candidata do PT venceria tanto Aécio Neves (PSDB) como Marina Silva (PSB).

Em um cenário contra Marina, a presidente tem 46% das intenções de voto, contra 39% da ex-senadora. Como a margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, Marina não alcança Dilma neste cenário, que ainda tem 9% de votos brancos e nulos e 6% de eleitores indecisos.

Em outra hipótese, com Dilma Rousseff contra Aécio Neves, a presidente tem 49% das intenções de voto, contra 34% do senador. Os votos brancos e nulos seriam 10% dos votos, e os eleitores que não sabem ou não responderam totalizam 7%.

Regiões

Considerando o recorte de intenções de voto por regiões, Dilma Rousseff (PT) está na frente de Aécio Neves (PSDB) e Marina Silva (PSB) em todas as áreas.

No Sudeste, onde estão os dois maiores colégios eleitorais do País (SP e MG), a petista tem 37% da preferência, contra 30% da ex-senadora e 20% de Aécio. Os outros candidatos têm 3%, os votos brancos e nulos são 8% e os eleitores que não sabem ou não responderam totalizam 16%.

No Sul, Dilma Rousseff tem 37%, contra 23% de Marina Silva e 19% de Aécio Neves. Os outros candidatos totalizam 4%, os brancos/nulos são 2% e os indecisos, 15%.

No Nordeste, Dilma tem 55%, Marina aparece com 22% e Aécio registra 8%. Os outros candidatos conseguiram 1% na pesquisa, enquanto os brancos e nulos são 6% e os indecisos chegam a 8%.

Por fim, no Centro-Oeste/Norte, Dilma chega a 44% das intenções de voto, contra 23% de Aécio e 20% de Marina. Os outros candidatos à Presidência são 3%, enquanto os brancos e nulos são 3% e os indecisos, 7%.

Aécio e Campos terão mais visibilidade em propaganda de Rádio e TV

Aécio e Campos, apesar de pouco conhecidos, podem ter forte visibilidade com a influência das propagandas de Rádio e TV.

Eleições 2014

ORION TEIXEIRA

Segundo turno depende de Campos

Em meio a tantas pesquisas e resultados divergentes, a grande pergunta que ainda se faz é se haverá segundo turno presidencial. Datafolha e Sensus, por seus números, garantem que sim; aí vem o Ibope e o Vox Populi dizem que não é bem assim, admitindo que a presidente e candidata à reeleição, Dilma Rousseff (PT), poderá vencer no primeiro turno. A situação de hoje é rigorosamente a mesma de antes da Copa do Mundo, como ficou demonstrado pelas três pesquisas divulgadas após o Mundial (Datafolha e Sensus, nos dias 16 e 17 de julho;Ibope, 22 de julho).

Para os dois primeiros institutos, há tendência de queda de Dilma e estagnação dos desafiantes Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB). Com Ibope e Vox, a estagnação é dos três principais concorrentes. De tudo isso, outras três coisas são certas: primeiro, o quadro está consolidado e assim deve permanecer até o início do horário gratuito eleitoral, quando o nível de conhecimento dos candidatos se iguala, apesar dos tempos de televisão desiguais. Segundo, Aécio e Campos já têm 30% dos votos, hoje, sem terem alta visibilidade e antes de iniciada a propaganda pelo rádio e TV, que influencia fortemente. São ainda pouco conhecidos, ao contrário da presidente.

Por último, a realização do segundo turno depende mais de Eduardo Campos do que deAécio. O tucano já cresceu até onde podia (20%), mas o pessebista empacou e não ultrapassa os 10%. Para viabilizar o segundo turno, Campos precisa chegar, pelo menos, a 15%. Ou seja, segundo turno é resultado de uma terceira candidatura competitiva; quando ela não existe, a decisão se dá no primeiro turno entre os dois mais viáveis.

Quem é quem?

A sucessão mineira é um pouco semelhante à presidencial. Se não houver um terceiro candidato viável, a tendência é de os candidatos a governador Fernando Pimentel (PT) ePimenta da Veiga (PSDB) resolverem a disputa no primeiro turno. O segundo turno, por aqui, vai depender também do desempenho do pessebista Tarcísio Delgado. Antes dessa preocupação, os marqueteiros tucano e petista têm outro problema: evitar a confusão entre os eleitores por conta da semelhança dos nomes de Pimentel e Pimenta.

Primeiro ficha-suja

O TRE mineiro cassou nessa quarta-feira (23) a primeira candidatura listada como ‘ficha-suja’ pelo Ministério Público. O candidato a deputado federal pelo PT do B, Paulo Orlando Rodrigues de Mattos, o Paulo Maloca, foi considerado inelegível por condenação criminal. Ele havia sido condenado por homicídio em Governador Valadares (Leste mineiro) em 2001. Cumpriu pena até 2009, mas, a partir desse ano, fica inelegível por mais oito, até 2017.

Desmonte em Campo Belo

Na terça-feira (22), a mesma corte judicial provocou uma reviravolta política na cidade de Campo Belo (Centro-Oeste), ao confirmar, por unanimidade, a cassação do prefeito Marco Túlio Lopes Miguel, de seu vice, Richard Miranda, ambos do PSDB, e de oito dos 15 vereadores da Câmara: Valdelino Ananias de Castro (PSB), Silvânio Camilo (PSB), Walter Moreira (DEM), Maria Salime Lasmar (PSDB), Christian Giulliane Alves Silveira (PSDB), Paulo José Ferreira (DEM), Hélio Donizetti Mendes (PSB) e Célio Pereira de Souza (DEM), por abuso de poder político, de autoridade e econômico, conduta vedada a agente público, uso promocional de serviço de caráter social e captação ilícita de voto. Antes deles, já estava inelegível por oito anos, e pelas mesmas razões, o ex-prefeito Romeu Cambraia.

Vox Populi: Aécio Neves sobre de 16% para 21%

Vox Populi: senador Aécio Neves (MG), subiu de 16% para 21%, em dois meses. A presidente Dilma Rousseff (PT) continua com 40%.

Eleições 2014

Fonte: O Globo

Aécio sobe para 21%, mas Dilma venceria em primeiro turno, mostra Vox Populi

Senador tucano subiu cinco pontos. Já a presidente mantém 40% de intenção de voto

Pesquisa feita pela Vox Populi sobre as eleições presidenciais, a pedido da revista Carta Capital, divulgada nesta quarta-feira, revela que a intenção de voto do candidato do PSDB, o senador Aécio Neves (MG), subiu de 16% para 21%, em dois meses. A presidente Dilma Rousseff (PT) continua com 40% e venceria em primeiro turno. O ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), mantém os 8%.

pastor Everaldo (PSC), que tinha 2% em abril, também continua com o mesmo percentual de intenção de votos em junho. José Maria (PSTU) aparece pela primeira vez na pesquisa, com 1%. Os candidatos Randolfe Rodrigues (PSOL), Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB), Eduardo Jorge (PV), Mauro Iasi (PCB) e Denise Abreu (PTN) não atingiram 1%.

O número de eleitores indecisos caiu para 14%. Em abril chegava a 18%. O percentual daqueles que declararam que pretendem votar em branco ou anular o voto somaram 14% – antes eram 15%.

Vox Populi entrevistou 2,2 mil eleitores entre os dias 31 de maio e 1º de junho, em 161 municípios brasileiros. A margem de erro da pesquisa é de 2,1 pontos percentuais.

Ibope

Uma pesquisa feita pelo Instituto Ibope a pedido da União dos Vereadores do Estado de São Paulo (Uvesp) foi divulgada nesta terça-feira e mostra a presidente Dilma Rousseff com 38% das intenções de voto, o senador Aécio Neves (PSDB) com 22% e o ex-governador Eduardo Campos (PSB) com 13%. Dilma oscilou dois pontos percentuais para menos em comparação ao levantamento anterior do Ibope, realizado em maio. Aécio e Campos oscilaram dois pontos para mais.

Vox Populi: Antonio Anastasia coloca 10 pontos de diferença para Hélio Costa; pesquisa indica vitória no 1º turno

Vox Populi: Anastasia abre dez pontos sobre Costa, em Minas

Fonte: Portal IG

O tucano venceria no primeiro turno: ele subiu 16 pontos percentuais e seu adversário, Hélio Costa (PMDB), caiu quatro

O candidato tucano ao governo mineiro, Antonio Anastasia, subiu 16 pontos percentuais e foi de 26%, em agosto, para 42%, em setembro, segundo pesquisa Vox/Populi/Band/iGdeste sábado. Seu principal adversário, Hélio Costa (PMDB), caiu de 36% para 32%. Com isso, o tucano abriu dez pontos sobre Costa.

Segundo a sondagem , Vanessa Portugal (PSTU) manteve 1%. Os candidatos Zé Fernando (PV), Edilson Nascimento (PT do B), Professor Luiz Carlos (PSOL) e Fabinho (PCO), que tinham 1% em agosto, não pontuaram em setembro. Os brancos e nulos somam 6% e os indecisos 19%. Levando em conta apenas os votos válidos, Anastasia venceria no primeiro turno.

Na pesquisa espontânea, Anastasia tem 28% e Costa, 21%.

Senado

Segundo o Vox Populi, Aécio Neves (PSDB) seria eleito senador com 71% dos votos. O ex-presidente Itamar Franco (PPS) deve ficar com a segunda vaga no Senado, com 42%. O ex-prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel (PT) ficaria de fora, com 30% das intenções de voto.

O Voz Populi ouviu 1.000 pessoas entre os dias 18 e 21 de setembro. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional de Minas Gerais (TRE-MG) sob o número 74.029/10 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número 31.709/10.

Vox Populi/Fiemg: Aécio Neves tem 92% de aprovação, 76% considera governo ótimo/bom – índice melhor do que Lula

Pesquisa mostra que Lula e Aécio estão empatados na popularidade em MG Dados da Vox Populi/Fiemg evidenciam uma disputa acirrada de votos para Dilma e Serra

Fonte: Alessandra Mello – Estado de Minas

A disputa pelo voto dos mineiros nas eleições presidenciais será acirrada. Os maiores cabos eleitorais dos presidenciáveis José Serra (PSDB) e Dilma Rousseff (PT), em Minas Gerais, segundo maior colégio eleitoral do país, com 14,1 milhões de eleitores ou 10,7% do eleitorado, estão empatados em popularidade. Pesquisa Vox Populi realizada pela Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg) revela que 92% dos entrevistados avaliam como positivo, de uma maneira geral (ótimo/bom/regular) o desempenho dos dois à frente do governo.

Os números explicam a pressão que vem sendo feita pelo comando nacional tucano para que o governador aceite ser candidato a vice-presidente na chapa de José Serra, que lança oficialmente sua candidatura no dia 10. Com alto índice de aprovação entre os mineiros, mesmo sem fazer parte da chapa, o apoio do governador é importante como contraponto ao presidente Lula, também muito popular no estado. Nas duas últimas eleições presidenciais, Lula teve a preferência dos mineiros e saiu vitorioso no estado.

Aécio Neves, que deixa o governo na quarta-feira para disputar uma vaga ao Senado, leva uma pequena vantagemsobre Lula nesse levantamento. É que 76% dos ouvidos consideram seu governo ótimo/bom, contra 73% de Lula. Realizada entre 19 e 21 de março, a pesquisa ouviu 800 pessoas, todas maiores de 16 anos, em 45 municípios mineiros. A margem de erro é de 3,5% pontos percentuais.

O governador também mantém índices positivos de aprovação desde que assumiu o cargo, há sete anos. Nesse período, segundo a série histórica que vem sendo feita pela Vox Populi/Fiemg, a avaliação positiva do governador passou de 74% em março de 2003 para 92%, último levantamento, com pico de 95% em dezembro de 2006. Já Lula começou seu governo com desempenho positivo superior ao do governador ( 83%), mas teve uma queda significativa em dezembro de 2006, auge da crise do mensalão. Nesse período, a aprovação do governo Lula chegou a 61%,menor índice desde o início de seu mandato. Dica Hoje

Link da matéria:http://www.uai.com.br/htmls/app/noticia173/2010/03/28/noticia_politica,i=153343/PESQUISA+MOSTRA+QUE+LULA+E+AECIO+ESTAO+EMPATADOS+NA+POPULARIDADE+EM+MG.shtml